Seminário InternacionalCedeplar: um Olhar para o Futuro

Para celebrar os seus 50 anos o Cedeplar está promovendo um seminário internacional com convidados estrangeiros e nacionais para discutir nossa agenda de pesquisa.
Serão realizadas 7 mesas, sendo uma por tarde nos meses de agosto e setembro.
Os temas foram escolhidos de modo que possamos, junto com especialistas nacionais e internacionais, pensar a agenda futura de pesquisas do Cedeplar.


Mesa 1

Big Data, Políticas Públicas e Desenvolvimento

  • 16 de Agosto de 2017
  • 14:45 - 17:30
  • Auditório 1 - FACE/UFMG
    Coordenação
    Professor João Prates Romero (Cedeplar)

    Abertura
  • 14:45 - 15:00 - Professora Mônica Viegas Andrade (Diretora do Cedeplar)

    Expositores
  • 15:00 - 15:40 - Professor Cesar Hidalgo (MIT Media Lab)
    "How Nation Learn: Collective Learning in Society and the Economy"
  • 15:40 – 16:20 - Professor Wagner Meira (DCC/UFMG)
  • 16:20 – 17:00 - Professor Dominik Hartmann (University of Leipzig | University of Hohenheim | Fraunhofer IMW)
    "Economic Complexity and Income Inequality"
  • Debatedor
  • 17:00 – 17:30 - Professor Renato Hadad (Cedeplar)

  • 16:20 - 17:30 - Debate
  • 17:30 - Coffee Break


  • Cesar Hidalgo pesquisa na área de aprendizado coletivo, com ênfase no desenvolvimento de plataformas de visualização de Big Data, como o DataViva. Ele é um dos autores do Atlas de Complexidade Econômica, que é resultado de uma agenda de pesquisa que introduziu importantes inovações na análise empírica da dinâmica da mudança estrutural e sua relação com o desenvolvimento econômico. O autor conta com publicações em periódicos de grande prestígio, como Science, Journal of Economic Growth, World Development, American Economic Review, Journal of International Economics, entre outros (ver http://www.chidalgo.com/). As importantes contribuições de Hidalgo tem direta relação com as agendas de pesquisa dos professores do Cedeplar que estudam crescimento e desenvolvimento. Uma série de artigos já foram produzido por professores e estudantes de pós-graduação do centro usando esse referencial e propondo novas aplicações. Um desses estudos foi vencedor do Prêmio CNI 2015 de artigos científicos, na categoria Indústria Brasileira.



    Dominik Hartmann é pesquisador da Universidade de Leipzig e pesquisador visitante da Universidade de Hohenheim e do Fraunhofer Center for International Management and Knowledge Economy (IMW). Entre 2014-2016 realizou pesquisa do pós-doutorado no programa EU Marie Marie Curie no grupo Macro Connections no MIT Media Lab (EUA) e na Cadeira de Economia da Inovação da Universidade de Hohenheim (Alemanha). Sua pesquisa recente concentra-se na mensuração da diversidade, nas redes internacionais de inovação e na migração do conhecimento, e na associação entre complexidade econômica, instituições e bem-estar social.



    Professor João Prates Romero é professor Adjunto do Departamento de Economia da UFMG, doutor em Economia pela Universidade de Cambridge, Departamento Land Economy. Sua tese de doutorado foi vencedora do prêmio BRICS Economic Research Award em 2016, promovido pelo Exim Bank da Índia. Foi também por duas vezes vencedor do Prêmio CNI de Economia nas categorias: Intermediação Financeira e Crescimento Industrial em 2009, e Indústria Brasileira em 2015. Sua agenda de pesquisa se concentra nos seguintes temas: Desenvolvimento; Crescimento Econômico; Comércio Internacional; e Economia Aplicada.



    Professora Mônica Viegas Andrade é economista, possui graduação em Ciencias Economicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1990), Mestrado em Economia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional- UFMG (1992-1994) e doutorado em Economia pela Escola de Pós Graduação Em Economia Fundação Getulio Vargas (19962000). Em 2001 ganhou o prêmio Haralambos Simeonidis de melhor tese no Brasil concedido pela Associação Nacional de Pós-Graduação em Economia - ANPEC com a tese Ensaios em Economia da Saúde. Em 2008/2009 realizou pós-doutorado na Universidade Pompeu Fabra, trabalhando especificamente no Centro de Pesquisa em Economia da Saúde. Em 2015-2016 fez pós-doutorado na Universidade de Harvard como Takemi Fellow, Global Health Department, Harvard School of Public Health. Desde 1995 é professora do departamento de economia, lecionando para a graduação em Economia e Gestão de Serviços de Saúde e para os programas de pósgraduaçao em Economia e Demografia do CEDEPLAR/Universidade Federal de Minas Gerais sendo atualmente professora associada Iv. De 2004 a 2007 foi coordenadora do programa de pós-graduação em Economia do Cedeplar. Atualmente é vice-coordenadora do Programa. A pesquisa acadêmica concentra-se em economia aplicada com ênfase em Economia do Bem-Estar Social, atuando principalmente nas seguintes sub-áreas: economia da saúde, economia da criminalidade, avaliação tecnologias em saúde e avaliação de políticas publicas e desenvolvimento econômico. Já orientou 27 dissertações e teses de doutorado, tendo 05 trabalhos premiados. É lider do grupo de pesquisa em Economia da Saúde e Criminalidade - GEESC no CNPQ. Pesquisadora de produtividade 1D do CNPQ.



    Professor Wagner Meira bacharel e mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais (1990 e 1993) e doutor em Ciência da Computação pela University of Rochester (1997). É professor da Universidade Federal de Minas Gerais desde 2002 e professor titular da mesma instituição desde 2012. Suas áreas de interesse são sistemas paralelos e distribuídos e mineração de dados, assim como a sua aplicação em redes sociais, cibersegurança, comércio eletrônico, recuperação de informação e bioinformática, entre outros.



    Professor Renato Hadad possui graduação em Engenharia Mecanica pela Universidade Federal de Minas Gerais (1983), mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1992) e doutorado em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000). Atualmente é pesquisador pleno da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais e professor adjunto iii da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: processamento digital de imagens, geocartografia, geoprocessamento, geomorfologia carstisca e meio ambiente.


Mesa 2

Transições Demográficas, Epidemiológicas, Urbanas e Desenvolvimento

  • 28 de Agosto de 2017
  • 14:45 - 17:30
  • Auditório 1 - FACE/UFMG
    Coordenação
    Professor Gilvan Guedes (Cedeplar)

    Abertura
  • 14:45 - 15:00 - Professora Mônica Viegas Andrade (Diretora do Cedeplar)

  • Expositores
  • 15:00 - 15:40 - Professora Márcia Castro (Harvard University, GHP)
  • 15:40 - 16:10 - Professor Jaime Miranda (Universidad Peruana Cayetano Heredia)
  • 16:10 – 16:40 - Professor Roberto Monte-Mór (Cedeplar)

  • 16:40 - 17:30 - Debate
  • 17:30 - Coffee Break

  • Professora Marcia Castro é membro fundador do Conselho Consultivo Científico Wittgenstein Center for Demography e Global Human Capital. Em Harvard, Marcia Castro atua como membro do Comitê Consultivo de Faculdade do Programa de Estudos do Brasil, membro do Grupo Diretor do Programa de Estudos do Brasil do Centro David Rockefeller para Estudos Latino-Americanos (DRCLAS) e membro do Centro de Análise Geográfica (CGA). Marcia Castro fez mestrado em Demografia no Cedeplar e é professora Associada do Departamento de Saúde Global da Escola de Saúde Pública Universidade de Harvard.



    Jaime Miranda é Professor de Pesquisa do Departamento de Medicina da Faculdade de Medicina e Diretor do Centro de Excelência CRONICAS em Doenças Crônicas, tanto na Universidade Peruana Cayetano Heredia (UPCH) em Lima, Peru . Seus trabalhos reúnem aspectos epidemiológicos e de políticas de saúde de doenças crônicas não transmissíveis em países de baixa e média renda com ênfase na obesidade, hipertensão e diabetes. Dr. Miranda é membro do Grupo Consultivo Consultivo PLoS, Conselheiro para a América Latina e Caribe da Associação Epidemiológica Internacional (2011-2014) e Co-Presidente do Comitê Diretivo Técnico Conjunto da Aliança Global para Doenças Crônicas. Em 2012, foi eleito como membro da Faculdade de Saúde Pública do Royal College of Physicians of the United Kingdom. Dr. Miranda treinou em medicina na UPCH e obteve um doutorado em epidemiologia na London School of Hygiene and Tropical Medicine (Reino Unido).



    Professora Mônica Viegas Andrade é economista, possui graduação em Ciencias Economicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1990), Mestrado em Economia pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional- UFMG (1992-1994) e doutorado em Economia pela Escola de Pós Graduação Em Economia Fundação Getulio Vargas (19962000). Em 2001 ganhou o prêmio Haralambos Simeonidis de melhor tese no Brasil concedido pela Associação Nacional de Pós-Graduação em Economia - ANPEC com a tese Ensaios em Economia da Saúde. Em 2008/2009 realizou pós-doutorado na Universidade Pompeu Fabra, trabalhando especificamente no Centro de Pesquisa em Economia da Saúde. Em 2015-2016 fez pós-doutorado na Universidade de Harvard como Takemi Fellow, Global Health Department, Harvard School of Public Health. Desde 1995 é professora do departamento de economia, lecionando para a graduação em Economia e Gestão de Serviços de Saúde e para os programas de pósgraduaçao em Economia e Demografia do CEDEPLAR/Universidade Federal de Minas Gerais sendo atualmente professora associada Iv. De 2004 a 2007 foi coordenadora do programa de pós-graduação em Economia do Cedeplar. Atualmente é vice-coordenadora do Programa. A pesquisa acadêmica concentra-se em economia aplicada com ênfase em Economia do Bem-Estar Social, atuando principalmente nas seguintes sub-áreas: economia da saúde, economia da criminalidade, avaliação tecnologias em saúde e avaliação de políticas publicas e desenvolvimento econômico. Já orientou 27 dissertações e teses de doutorado, tendo 05 trabalhos premiados. É lider do grupo de pesquisa em Economia da Saúde e Criminalidade - GEESC no CNPQ. Pesquisadora de produtividade 1D do CNPQ.



    Professor Gilvan Guedes possui graduação em Ciências Econômicas (2003), especialização em Finanças (2005), Doutorado (2010) e Pós-Doutorado (2011 e 2016) em Demografia. Atualmente é Professor Adjunto III do Departamento de Demografia e Pesquisador do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (CEDEPLAR) da Universidade Federal de Minas Gerais. Coordenou o Curso de Graduação em Ciências Socioambientais da UFMG entre 2015 e 2016, e foi sub-coordenador do curso de Pós-Graduação em Demografia no mesmo período. Atua também como professor colaborador externo do Programa de Pós-Graduação em Medicamentos e Atenção Farmacêutica, do Departamento de Farmácia Social da Faculdade de Farmácia da UFMG. É cientista colaborador no Anthropological Center for Training and Research on Global Environmental Change (ACT) / Indiana University Bloomington desde 2010. Tem experiência na área de Demografia, com ênfase em Métodos de Análise de População, Microdemografia e Demografia do Meio-Ambiente (especialmente em pesquisas de campo na Amazônia), atuando principalmente nos seguintes temas: microeconomia da família, economia rural, mortalidade, morbidade, demografia da saúde, arranjos familiares, pobreza, abordagens quali-quanti. Nos últimos anos envolveu-se com pesquisas nacionais e internacionais sobre dinâmica do uso do solo e mudanças demográficas em fronteiras agrícolas da Amazônia, financiados pelo CNPq, FAPEMIG, IAI/NSF e NIH. Também coordena pesquisas de campo sobre enchentes e comportamento ambiental financiadas pela FAPEMIG, CNPq e Rede Clima. É líder do Grupo CNPq de Pesquisa "Demografia de Fronteiras" e coordenador da "Sub-rede Cidades", da Rede Clima (MCTI/Governo Federal). É revisor ad hoc de períodicos nacionais e internacionais, como REN, REBEP, Nova Economia, Ruris, Human Ecology, Remote Sensing, Demographic Research, Papeles de Población e Cadernos de Saúde Pública. Atualmente atua como membro do corpo editorial do periódico "IAFOR Journal of Sustainability, Energy and The Environment" e colaborador permanente da Revista Econômica do Nordeste. A partir de 2017, assumiu como co-Editor da Revista Brasileira de Estudos de População.



    Professor Roberto Monte-Mór possui graduação em Arquitetura (1970) e Urbanismo (1971) pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, mestrado em Planejamento Urbano e Regional (1980) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, e Ph.D. em Planejamento Urbano (2004) pela Universidade da California, Los Angeles - UCLA. Atualmente é Professor Associado no Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional -Cedeplar, da Face - Faculdade de Ciências Econômicas e no Núcleo de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo - NPGAU, da Escola de Arquitetura, ambas da UFMG. Leciona e pesquisa nas áreas de Economia e de Urbanismo, com ênfase em Teorias da Urbanização e do Planejamento Urbano e Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: planejamento urbano e regional, planejamento metropolitano, economia regional e urbana, economia popular e solidária, urbanização (extensiva e intensiva), organização do espaço e meio ambiente, produção do espaço entre populações tradicionais, urbanização e alternativas de desenvolvimento na Amazônia.


Mesa 3

Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento do Século XXI: lições do caso Coreano

  • 29 de Agosto de 2017
  • 15:00 - 17:30
  • Auditório 1 - FACE/UFMG
    Coordenação
    Professora Márcia Rapini (Cedeplar)

    Expositores
  • 15:00 - 15:40 - Professor Keun Lee (Seoul National Univerity, South Korea)
  • 15:40 - 16:10 - Professor Marcelo Pinho (UFSCar)
  • 16:10 – 16:40 - Professor Gilberto Libânio (Cedeplar)

  • 16:40 - 17:30 - Debate
  • 17:30 - Coffee Break

  • Keun Lee é autor do livro Schumpeterian analysis of economic catch up: knowledge, path creation, and the middle-income trap. Participou, ao lado de pesquisadores do Cedeplar-UFMG, do Catch Up Project, criado e liderado pelo Prof. Richard Nelson a partir de 2003, que resultou em um trabalho tri-continental comum, entre 2007 e 2015, cujos resultados foram publicados em 2015 no livro Developing national systems of innovation: university-industry interactions in the Global South. Professor do Departamento de Economia da Seoul National University, pesquisa em áreas relacionadas a desenvolvimento, economia da tecnologia, com especial interesse nas mudanças em curso na China e na Ásia Oriental.



    Professora Márcia Rapini possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000), Mestrado (2004) e Doutorado (2010) em Economia da Industria e da Tecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É professora da FACE/UFMG e professora e pesquisadora do CEDEPLAR/UFMG. Foi pesquisadora da REDESIST entre 2002 e 2007. Atualmente é Coordenadora do Curso de Relações Econômicas Internacionais. É professora colaboradora do Curso de Pós-Graduação em Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual. Possui experiência na área de Economia, com ênfase em Economia Industrial e Economia da Ciência e da Tecnologia, atuando principalmente nos seguintes temas: interação universidade-empresa, financiamento à inovação, sistema nacional de inovação, indicadores de ciência, tecnológia e inovação.



    Professor Marcelo Pinho graduado em Ciências Econômicas (PUC-Rio, 1986), cursou o mestrado e o doutorado em Economia na Unicamp (1993 e 2001). É professor associado do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos. Suas atividades de pesquisa concentram-se na área de Economia Industrial, enfocando temas como a dinâmica competitiva, a reestruturação produtiva, a privatização e as políticas industrial e tecnológica numa variada gama de setores e em empresas de base tecnológica.



    Professor Gilberto Libânio possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1994), mestrado em Economia da Industria e da Tecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998) e doutorado em Economia pela University of Notre Dame, EUA (2006). Atualmente é professor associado do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais e Coordenador do Centro de Estudos da Ásia Oriental. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Macroeconomia, Desenvolvimento Econômico, Economia Industrial e Economia Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: demanda agregada e crescimento, padrões de especialização, exportações estaduais, inovação tecnológica na indústria, política monetária, economia da China.


Mesa 4

  • [informações em breve]

Mesa 5

Releitura do Marxismo: desenvolvimento desigual de países, as questões de gênero e novos regionalismos

  • 04 de Setembro de 2017
  • 15:00 - 17:30
  • Auditório 1 - FACE/UFMG
    Coordenação
    Professor Eduardo da Motta e Albuquerque (Cedeplar)

    Expositores
  • 15:00 - 15:40 - Professor Kevin Anderson (University of California, Santa Barbara)
  • 15:40 - 16:10 - Professor João Antonio de Paula (Cedeplar)
  • 16:10 – 16:40 - Professor Leonardo de Deus (Cedeplar)

  • 16:40 - 17:30 - Debate
  • 17:30 - Coffee Break

  • Kevin B. Anderson é professor de sociologia, ciência política e estudos feministas na Universidade da Califórnia, Santa Bárbara. Antes de chegar à UCSB, foi professor de Ciência Política, Sociologia e Estudos de Mulheres na Universidade de Purdue e anteriormente, professor de sociologia na Northern Illinois University. Ele possui um mestrado e um doutorado em sociologia pelo Centro de Graduação da Universidade da Cidade de Nova York e um BA em História da Trinity College, Hartford. Seus interesses de pesquisa e ensino são na teoria social e política, especialmente Marx, Hegel, humanismo marxista, debate de Frankfurt, Foucault e Orientalismo. Ele também escreveu sobre a teoria criminológica crítica. Escrevendo a partir de uma perspectiva dialética e humanista, seu trabalho se concentrou na teoria marxista, crítica, pós-estruturalista e pós-colonial e nas interseções de classe, raça, gênero e sexualidade com a teoria social.



    Professor Eduardo da Motta e Albuquerque é autor do livro AGENDA ROSDOLSKY (publicado pela Editora UFMG em 2012). Possui doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998), mestrado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995) e graduação em Economia pelo Centro Universitário Newton Paiva (1992). Iniciou os estudos universitários pelo curso de Medicina da UFMG (1974-1979). Atualmente é professor titular do Departamento de Ciências Econômicas e do Cedeplar da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atua em duas linhas de pesquisa: 1) Economia política contemporânea; 2) Sistemas de inovação, sistemas de bem-estar social e desenvolvimento.



    Professor João Antonio de Paula é graduado em ciências econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1973), mestre em economia pela Unicamp (1977) e doutor em história econômica pela USP (1988). É Professor Titular do Departamento de Ciências Econômicas e do Cedeplar. Foi Pró-Reitor de Planejamento e Desenvolvimento e Pró-Reitor de Extensão da UFMG. Tem experiência nas áreas de economia e história, com ênfase em história econômica e economia política, atuando principalmente nos seguintes temas: economia política marxista, meio ambiente, história econômica, economia mineira, cidades.



    Professor Leonardo de Deus é professor adjunto no Departamento de Ciências Econômicas da UFMG. Doutor em Economia, mestre em Filosofia e bacharel em Direito na UFMG, bacharel em Ciências Econômicas na UFRJ. Tem experiência nas áreas de Economia Política, História do Pensamento Econômico e Filosofia Política. Foi professor por seis anos na UFOP.


Mesa 6

Macroeconomia, Política cambial e perspectivas de Crescimento na América Latina

  • 05 de Setembro de 2017
  • 15:00 - 17:30
  • Auditório 1 - FACE/UFMG
    Coordenação
    Professor Marco Flávio da Cunha Resende (Cedeplar)

    Expositores
  • 15:00 - 15:40 - Professor Roberto Frenkel (CEDES)
  • 15:40 - 16:10 - Professor André de Melo Modenesi (UFRJ)
  • 16:10 – 16:40 - Professor Gilberto Libânio (Cedeplar)

  • 16:40 - 17:30 - Debate
  • 17:30 - Coffee Break

  • Professor Roberto Frenkel é pesquisador titular da área de Economia do Centro de Estudios de Estado y Sociedad (CEDES); doutor Honoris Causa em Economia, Universidad de Palermo; professor da Universidad de Buenos Aires; diretor do curso de Pós-Graduação em Mercado de Capitais da Universidad de Buenos Aires; consultor de diversos organismos internacionais e governos – CEPAL, PNUD, OIT, OECD Development Centre, UNCTAD, ONUDI, BID. Sua grande área de pesquisa é a Macroeconomia, tendo mais de 300 publicações com contribuições em áreas em que pesquisadores do Cedeplar também atuam, tais como: estabilidade de preços, políticas macroeconômicas, crescimento e desenvolvimento econômico, sistema financeiro, balanço de pagamentos, financeirização, entre outros, com foco nos países da América Latina.



    Professor Marco Flávio da Cunha Resende possui graduação em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1989), mestrado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995), doutorado em Economia pela Universidade de Brasília (2003) e pós-doutorado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2004-2006) e pela Universidade de Cambridge (2012-2013). Foi pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e coordenador do Boletim de Política Industrial do IPEA. Atualmente é professor Associado I da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Macroeconomia Pós keynesiana, Finanças Internacionais e Crescimento Econômico.



    Professor André de Melo Modenesi possui graduação em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1999), graduação em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2002), mestrado em Economia pela Universidade Federal Fluminense (2003) e doutorado em Economia pela Universidade Fedral do Rio de Janeiro (2008). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Macroeconomia e Economia Monetária, atuando principalmente nos seguintes temas: economia brasileira, política monetária, inflação e estabilidade de preço, sistema financeiro.



    Professor Gilberto Libânio possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1994), mestrado em Economia da Industria e da Tecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998) e doutorado em Economia pela University of Notre Dame, EUA (2006). Atualmente é professor associado do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Minas Gerais e Coordenador do Centro de Estudos da Ásia Oriental. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Macroeconomia, Desenvolvimento Econômico, Economia Industrial e Economia Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: demanda agregada e crescimento, padrões de especialização, exportações estaduais, inovação tecnológica na indústria, política monetária, economia da China.


Mesa 7

Mudanças Climáticas, Desenvolvimento e Sustentabilidade

  • 06 de Setembro de 2017
  • 15:00 - 17:30
  • Auditório 1 - FACE/UFMG
    Coordenação
    Professor Edson Paulo Domingues (Cedeplar)

    Expositores
  • 15:00 - 15:40 - Professor Sergio Margulis (Consultor | Banco Mundial | IPEA)
  • 15:40 - 16:10 - Professo Eduardo Assad (Embrapa)
  • 16:10 – 16:40 - Professor Alisson Barbieri (Cedeplar)

  • 16:40 - 17:30 - Debate
  • 17:30 - Coffee Break

  • Sergio Margulis participou da coordenação do estudo “Economia da Mudança Climática no Brasil”, financiado pela Embaixada Britânica entre 2006 e 2009, do qual participaram diversos pesquisadores do Cedeplar. Nesse estudo pioneiro, as primeiras estimativas do impacto das mudanças climáticas foram desenvolvidas, com foco na questão agrícola, energética, demográfica e de saúde. É reconhecido como um dos maiores especialistas em questões de economia ambiental no Brasil.



    Eduardo Assad também participou do estudo “Economia da Mudança Climática no Brasil”, financiado pela Embaixada Britânica, e neste desenvolveu em conjunto com a equipe do Cedeplar estimativas do impacto regional das mudanças climáticas a partir do seu efeito na agricultura. Eduardo Assad participa ativamente da Rede Clima pela sub-rede Abricultura, cooperando com as sub-redes Economia e Cidades, ambas coordenadas por professores do Cedeplar (Edson Domingues e Alisson Barbieri). É um dos maiores especialistas em agricultura e sustentabilidade no Brasil, tendo colaborado para a elaboração do Plano ABC-Agricultura de Baixo Carbono.



    Professor Edson Paulo Domingues é professor Associado do Departamento de Ciências Econômicas; Pesquisador do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (Cedeplar) ? Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Chefe do Departamento de Ciências Econômicas da UFMG. Presidente da Associação Brasileira de Estudos Regionais (ABER). Bolsista de Produtividade em Pesquisa (CNPq) e Bolsista do Programa Pesquisador Mineira (PPM-Fapemig). Graduado em Economia pela Universidade de São Paulo (1995), mestre em Economia de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - SP (1998) e Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo (2002), com Doutorado-sanduíche na Universidade de Illinois Urbana-Champaign (2000-01). Tem experiência na área de Economia Aplicada, com ênfase em modelos de equilíbrio geral computável, atuando principalmente nos seguintes temas: economia regional, economia do meio ambiente, mudanças climáticas, e políticas comerciais e tributárias. Parecerista da Papers in Regional Science, Energy Economics, Energy Policy, Climate Policy, Revista Brasileira de Estudos Regionais e Urbanos, Revista de Economia e Sociologia Rural, Pesquisa e Planejamento Econômico, Nova Economia e Estudos Econômicos.



    Professor Alisson Barbieri possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995), mestrado em Demografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000) e doutorado em City and Regional Planning pela University of North Carolina at Chapel Hill (2005). É, Atualmente Professor Associado do Departamento de Demografia da Universidade Federal de Minas Gerais; Pesquisador do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional (CEDEPLAR/UFMG); Professor do Programa de Mestrado em Práticas de Desenvolvimento Sustentável da UFRRJ; Research Scholar na Nicholas School of the Environment, Duke University; Visiting Scholar no Carolina Population Center, University of North Carolina at Chapel Hill; e Membro do Comitê Científico da Rede Clima (MCTI). Foi Associate Faculty do Department of International Health da Johns Hopkins University (JHU), e Diretor do Comitê Consultivo (Steering Committee) do Population and Environment Research Network (Columbia University, New York). Tem atuado como coordenador ou pesquisador em diversos projetos de pesquisas nacionais e internacionais. Tem experiência na área de Demografia, com ênfase em distribuição espacial da população, atuando principalmente nos seguintes temas: mobilidade populacional (interna e internacional), população e ambiente, dinâmica demográfica na Amazônia e no meio urbano, planejamento regional e urbano, métodos de pesquisa.